PECADO CONTRA O ESPÍRITO SANTO

  • Primeiramente. O que é Pecado? Mais do que ir contra uma norma, ou uma lei, é tudo aquilo que impede que sejamos pessoas plenamente, verdadeiros filhos de Deus. Assim, por exemplo, pecado capital é aquilo que gera outros pecados, estão na base, possibilitando o surgimento de outros pecados. Afastam-nos cada vez mais de nossa verdadeira identidade;

 

  • Conforme as citações abaixo, todos os pecados poderão ser perdoados. A última citação é importante, nos alerta que estando abertos à ação do Espírito Santo, nossas faltas serão perdoadas.

 

Mc 3, 28

Mt 12, 31

Lc 12, 8

Jo 20,22

 

  • Assim, pecar contra o Espírito Santo é o pecado de  fechamento, de negação da necessidade da misericórdia divina. Não tem perdão, não pela fato de ser extremo, ou maior do que a bondade de Deus, mas pelo fato da pessoa não querer o perdão.

 

  • Um exemplo. Alguém está com muita sede, e lhe é oferecido um copo de água. O sedento rejeita, diz que não quer de forma alguma a cortesia. Então, permanece com sede. Ninguém pode obriga-lo a tomar a água.

 

  • Aprofundando e Complementando.

 

  1. Pecado contra o Espírito Santo é a autossuficiência. É negar a graça de Cristo como aquele que pode “tirar do pecado do mundo”. Uma opção, uma decisão pessoal;

  2.  Pode levar ao desespero, ou seja, pensar que a maldade é maior que a misericórdia de Deus. Pode levar também à presunção, isto é, à soberba. Querer ser a razão da própria salvação;

  3. O Pecado contra o Espírito Santo leva igualmente à impenitência. Recusar admitir a fraqueza pessoal e a grandeza divina;

  4. Finalmente. Leva à obstinação. Estar preso ao pecado, se tornar imune ao perdão de Deus. “Quem peca, torna-se escravo do pecado” (Jo 8, 34).