O ANO LITÚRGICO

  • Acabamos de iniciar um novo período no chamado ano litúrgico, ou seja, o  Tempo Comum. Vamos entender sobre o seu significado e a sua importância;

 

  • O Ano Litúrgico é composto por quatro etapas, assim como são as quatro estações do ano (Verão, Outono, Inverno e Primavera). Duas consideradas mais definidas, e duas, quase como transição. Porém, não destituídas de sentido e valor. É o outono o tempo das frutas e a primavera, das flores;

 

  • O Ano Litúrgico inicia-se com o tempo do Natal e encerra-se com o tempo comum. Este contando com 34 (trinta e quatro semanas), divididas em duas fases – oito mais vinte e seis semanas;

 

  • O tempo do Natal, por sua vez, é organizado em três etapas: Advento (preparação), celebração (a oitava de Natal) e a vivência, encerrando-se na véspera da festa do Batismo de Senhor;

 

  • O mesmo se dá com a Páscoa, respectivamente, Quaresma, Oitava da Páscoa e Tempo Pascal (cinquenta dias), encerrando-se com a festa de Pentecostes;

 

  • O tempo comum é tempo de perseverança, aprofundamento e missão. Viver o que celebramos e aprendemos nos períodos mais festivos;

 

  • O Tempo comum é também a ocasião para celebrarmos os santos e, sobretudo, as festas da Virgem Maria;

 

  • Vamos, portanto, valorizar o que estamos celebrando liturgicamente, para que possamos colher seus frutos na vida e na fé.