EXPLICAÇÃO DE JO 21, 15 19 (LER O TEXTO NA BÍBLIA)

  • O contexto é Jesus que se manifesta aos seus discípulos após a sua ressurreição. Eles tomam refeição e acontece o diálogo. Uma explícita referência entre  oração e vida, e mais especificamente, entre a missa e a missão;

 

  • Jesus chama Pedro de Simão – Jesus mesmo havia trocado o seu nome (de Simão para Pedro), o filho de João. Uma referência ao que Pedro tem de mais íntimo, independente de cargo ou função. O que conta é a pessoa, o que ele carrega em seu coração;  

 

  • A pergunta é feita três vezes. Um sinal de confirmação. Esse é o significado desse número na Bíblia (três dias Jesus ficou sepultado, três vezes Pedro havia negado Jesus). O mestre quer saber se Pedro não apenas o amava, mas se o amava mais do que os outros;

 

  • A resposta é positiva: “Tu sabes que eu te amo”. Jesus direciona: “então, apascenta minhas ovelhas”. Jesus não quer ser amado em si mesmo, mas no irmão.

 

  • Há alguns comentaristas que fazem uma referência às três dimensões do amor, isto é, o itinerário que devemos fazer entre o amor eros (sensual), passando pelo filia (amigo), chegando ao ágape (incondicional). Estudo apresentado em nosso último ”Encontro de Vida” (“Educar-se para o Amor”).

 

  • O texto termina com Jesus explicando a diferença entre a juventude e a maturidade do amor: cingir os rins ou deixar ser cingido? Ir para onde queremos ou para onde não queremos?

 

  • Enfim, o texto é um roteiro de vida para os que creem no ressuscitado e querem levar uma vida de ressuscitados.