Pe. Márcio Roberto Pereira Campos

           Nascido aos 11 de setembro de 1965, batizado com 11 dias de vida, crismado aos 30 de setembro de 1966, recebeu a 1ª Eucaristia aos 29 de junho de 1976. Márcio Roberto Pereira Campos é filho de João Pereira  Campos Filho (falecido) e Vicentina Ferreira Campos. Tem 11 irmãos: Homero, José Jairo, Benedito, Regina, Sebastião Rogério, Romilda, Maria do Carmo, João de Deus (Frei da Ordem das Carmelitas Descalços), Elisabeth, Lenira e Marcelo. 

           Pertence à comunidade Nossa Senhora Aparecida, bairro dos Ferreiras, município de Carmo de Minas - MG, onde residem sua mãe e alguns irmãos. Cursou o primário na Escola Municipal Vereador José Carlos Guerra -  Bairro dos Campos e o ginásio na Escola Estadual Professor Guedes Fernandes, Carmo de Minas - MG.

       Foi morar em São José dos Campos - SP, no ano de 1984, e se alistou no CTA (Centro Técnico Aeroespacial), onde morou por um ano. Depois trabalhou na Hitachi (Industria de Máquinas de Ar Condicionado) por cinco anos. 

           O despertar de sua vocação para ser padre, aconteceu no dia 29 de março de 1989 numa quinta-feira santa, ao participar da cerimônia do lava-pés, sendo um dos doze, na comunidade São João Batista no jardim Santa Inês II. Voltou a estudar neste mesmo ano na Escola "Bandeirantes" e também na "Etip". Durante este tempo fez os encontros vocacionais da Diocese e ingressou no Seminário de Filosofia Santa Teresinha - no ano de 1991, ainda cursando o 3º ano do ensino médio. 

            Em 1995, prosseguiu seus estudos cursando Teologia no Instituto Teológico Sagrado Coração de Jesus (conventinho) em Taubaté - SP.  Durante estes anos, trabalhou em diversas paróquias da diocese desenvolvendo trabalhos pastorais: São Francisco Xavier, Coração de Jesus, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (em São José dos Campos - SP) e também Santíssima Trindade (em Jacareí).

             Em 1º de agosto de 1988, recebeu o sacramento da Ordem no grau de Diaconato, na catedral de São Dimas (Diocese de São José dos Campos), e continuou os trabalhos pastorais na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. 

             Sua ordenação presbiteral aconteceu em 17 de julho de 1999, por Dom Nelson Westrupp, na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (São José dos Campos), tendo como lema: "Assumo o seu jeito de amar", inspiração advinda do gesto do lava-pés. Sua primeira missa foi presidida na comunidade São José, no Bairro dos Campos, em Carmo de Minas -MG.  Desde então, exerceu seu ministério como vigário paroquial da Paróquia Espírito Santo, pároco da Paróquia São João Bosco, reitor do seminário de Teologia, vigário nas paróquias de Nossa Senhora de Fátima, dos Altos de Santana. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e Paróquia Nossa Senhora do Bom Sucesso. 

               Foi ecônomo da Diocese por 6 anos e por 11 anos diretor espiritual do FREM (Formação Religiosa e Entrosamento Mariano), movimento de espiritualidade para casais. Foi administrador paroquial da Paróquia Santa Luzia. Em 2014, atendendo ao projeto missionário, Sul 1 - Norte 1 da CNBB, que atua na formação dos missionários para desempenhar seu papel na Igreja, Pe. Márcio parte em missão para a Amazônia e permanece lá por 3 anos na diocese de Coari, Paróquia Imaculada Conceição, cidade de Amori, Amazonas. 

             Retornando, Pe. Márcio exerce seu ministério como pároco na paróquia Nossa Senhora de  Fátima, em Altos de Santana - São José dos Campos. 

               Atualmente, é pároco na paróquia Santo Antônio em Paraibuna, diocese de São José dos Campos-SP. Pe. Márcio é palmeirense, avicultor nato, gosta de uma boa praia e está ansioso para voltar com suas romarias para Aparecida do Norte.