Diác. Márcio Damião de Almeida

            Nascido dia 27 de setembro de 1966, filho de Pedro de Almeida e Mariana Lima de Almeida (ambos in memorian). Sou gêmeo de Magno Cosme de Almeida e irmão de Maria de Fátima Lima de Almeida Moura. Casado com  Michaella da Silva Oliveira de Almeida e pai do Pedro Henrique da Silva Oliveira de Almeida.

Morei minha infância e parte da juventude no Bairro dos Campos. 

          Estudei o Fundamental I na Escola do mesmo Bairro e o Ginásio na Escola Estadual Professor Guedes Fernandez em Carmo de Minas. Iniciei o Segundo Grau na Escola Mário Junqueira Ferraz em São Lourenço, MG. Servi ao Exército em Itajubá, MG. Conclui o Segundo Grau em Rio Branco, Acre. Enviado para o Seminário por Dom Moacyr Grechy, Bispo da Diocese de Rio Branco, Acre,  na época, cursei Filosofia "Eclesiástica", curso não reconhecido  pelo MEC pelo Instituto Filosófico de  Apucarana, PR e depois pela Universidade São Francisco em SP cursei Filosofia e História e Teologia "Eclesiástica" em Taubaté. Cursei Bacharel em Teologia reconhecido pelo MEC na Faculdade Diocesana São José, a "Católica da Amazônia"  em Rio Branco, Acre, onde além de professor de Filosofia, fui Coordenador do mesmo Curso por 6 anos. Cursei Bacharel em Direito pela Faculdade da Amazônia Ocidental também em Rio Branco, Acre, Inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, OAB/AC com o Número 4.928. Especialista em Didática e Docência do Ensino Superior pela Uninorte, AC. Sou Mestrando em Teologia Pastoral na linha Evangelização e Ecumenismo pela PUC-PR em um Minter com Faculdade Católica de Rondônia. Fui professor de Filosofia na Secretaria de Educação do Estado do Acre  por 11 anos e de História no Sistema Anglo de Ensino por 13 anos; professor universitário por 11 anos e  atualmente Professor EBTT -Filosofia no Instituto Federal do Acre - IFAC desde 2013. Sou Diácono Permanente incardinado na Diocese de Rio Branco, Acre desde 10 de agosto de 2014 exercendo atualmente a missão de formar uma paróquia em uma área de periferia 7 comunidades e uma população estimada em 35.000 habitantes, pertencente à Paróquia Imaculada Conceição da qual será desmembrada. Também recebi o Título de Cidadão Riobranquense em 07 de dezembro de 2007 e de Cidadão Acreano no dia 13 de dezembro de 2019.

           Sou um filho na fé do saudoso Monsenhor José Carlos de Farias de quem fui coroinha por muitos anos e de Monsenhor Cruz quando recebi muito apoio, tanto espiritual,  quanto material para os estudos durante os anos de seminário na Filosofia e Teologia em Taubaté, SP.